Origem

A Confraria de Cachaça Copo Furado nasceu em 1994, da reunião de pessoas que apreciavam a bebida brasileira de qualidade e queriam fazer por ela algo mais do que somente consumi-la com prazer. Gente com visão de futuro.

A fundação em 13 de agosto de 1994

Ipanema - Rio de Janeiro - Brasil

A CONFRARIA DO COPO FURADO, é um sodalício, único no gênero no mundo, que reúne degustadores de aguardente de cana-de-açúcar, a popular cachaça, pinga ou caninha. Nascida em Ipanema, em 1994, a Confraria com seus membros militantes (afora os Confrades e Confreiras, Honoríficos, Distantes e Ocupados, Compadres e Comadres), tem como patrono Tom Jobim e como protetor São Benedito. Trata-se de uma entidade civil, sem fins lucrativos, registrada juridicamente, de natureza e caráter culturais, que realiza seus encontros uma vez por mês. Todas as suas atividades, a partir da degustação, são eminentemente culturais, tocam o interesse humano, social do brasileiro. A principal delas, o objetivo da Confraria, é promover a HISTÓRIA, o estudo, a valorização e a divulgação da cachaça como a genuína bebida nacional, uma das mais caras e sublimes expressões da Cultura Brasileira. Segue a baixo a ata da 1º reunião da CONFRARIA DO COPO FURADO na integra:

1ºReunião

Realizada numa manhã de sábado, 13 de agosto de 1994, no Bar Bofetada, da rua Farme de Amoedo, em Ipanema. O rito inaugural do encontro, previsto para a criação da Confraria, foi frustrado pelo dono do bar, portugês Sr. Antônio, que, inesperadamente, rompendo o que estava acertado, não permitiu a degustação de diversas aguardentes de cana, trazidas pelo idealizador da Confraria, Marcelo Câmara. Convidados, compareceram os seguintes cachaçólogos e pingófilos por ordem de chegada: Marcelo Câmara, Eduardo Pinto, Luiz Sampson, Lula, Beto e Auxiliadora Todos sagrados membros fundadores da Confraria. O grupo secou e pagou ao bar um litro de cachaça CORISCO de Paraty, RJ, consumiu alguns baldes de chopp e manjubinhas fritas, chegando a conta perto dos R$ 100,00. Esta reunião, nos planos dos sócios fundadores da Confraria, foi considerada uma avant-première para a constituição do grupo. Porém, de fato, mesmo não se cumprindo a ritualistica prevista, neste prazenteiro e faustoso dia 13 de agosto de 1994 foi criada a Confraria do Copo Furado - CCF. A sessão iniciou-se às 11 horas e foi encerrada, sem orações às 13 horas.

ADENDO: Na reunião de 21 de outubro de 1994, a 3ª da Confraria, houve protestos para a inclusão nesta Ata de criação da CCF, o fato mui auspicioso de o ingresso no sodalício dos integrantes da mesa do lado que, à primeira hora, manifestaram o desejo sócio-etílico de participar do grupo. Foram eles: Kabinha, Ophélia, Rogério, Flávio e Sandes, o que foi aceito e louvado, dado por certo e bem feito por todos, neste Ano Santo de Nosso Senhor Jesus Cristo de mil novecentos e noventa e quatro.


Atualmente a Cachaça Artesanal alcançou, em nossa sociedade, o patamar de bebida de primeiríssima linha. E, sem dúvida, o trabalho desses pioneiros ajudou bastante nesta escalada.

A Confraria de Cachaça Copo Furado evoluiu.

Atuamos hoje ministrando cursos de Introdução ao Universo da Cachaça; nossos membros saem pelo país pesquisando a produção, as boas marcas e os trabalhos científicos apresentados em Simpósios, Seminários e Feiras; persistimos na missão de divulgar as qualidades da nossa bebida, aqui e no exterior. Assim caminha a Copo Furado, aproximando novos adeptos, produtores conscientes e profissionais da ciência.

O objetivo da nossa Confraria é claro. Ajudar a criar padrões, exigências, regras, leis para a nossa Cachaça. Artesanal sempre, mas sem amadorismos. Nós queremos o profissionalismo dos grandes ícones dos destilados mundiais.

Temos que ser exigentes. E começamos por nós mesmos.